Este blog,só tem a finalidade de divulgar belas imagens,se alguém souber a autoria das mesmas,me avise,pois darei os devidos créditos.
Este blog,não obedece ao novo acordo ortográfico.


Informação...

Minhas queridas amigas/os, como já vos tinha informado, depois de me terem desaparecido todas as minhas postagens do blog, considerei a hipótese de desistir, só não o fiz porque este blog é muito especial para mim, porque foi criado a seguir ao falecimento da minha querida Mãe e para fugir de uma depressão, por isso eu lhe dediquei a 1ª postagem, o que lhe dá um significado diferente para mim.
Tenho andado há uns dias a tentar restaurá-lo aos poucos, o que é muito cansativo e esgotante, mas vou conseguir, por isso até lá vos peço desculpa e agradeço desde já a vossa compreensão e amizade. Muito obrigada.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

BAÚ de RECORDAÇÕES

Hoje vou explicar o porquê do nome que dei ao meu blogue "MIUÍKA". Nesta fase em que me sinto mais fragilizada emocionalmente, é o meu "BAÚ de RECORDAÇÕES"que eu procuro. Quando eu nasci, puseram-me o nome de Maria Luisa, fui uma criança feliz. A minha avó materna decidiu desde logo chamar-me "MIUÍKA", era a única que assim me tratava,lembro , que como nunca usei chucha, sempre chuchei no dedo, até ir para a escola, que na época era aos 7 anos, nessa altura deixei de o fazer por vergonha das outras meninas, porque até lá por muito que os meus pais tentassem nunca o conseguiram, escondia-me para chuchar. Quando ia a casa da minha avó que morava perto, a primeira coisa que ela fazia, era sentar-me no colo dela, agarrava na minha mão e punha o meu dedo na minha boca para eu chuchar, enquanto me acariciava, dizendo-me repetidas vezes...minha MIUÍKA...eu saboreava estes momentos inesquecíveis.
A minha avó partiu quando eu tinha 36 anos, mas até lá, mesmo depois de ser mulher, ela vinha até mim, me abraçava e repetia...minha MIUÍKA...
Hoje tenho duas netas, a Ana Catarina de 13 anos e a Nadine de 2 anos (esta nascida e a viver em INGLATERRA) e que eu comecei por chamar de NANI, mas cedo percebi que não foi do agrado geral e desisti. Talvez a minha neta um dia mais tarde se lembre tambem ela de ir ao seu "BAÚ de RECORDAÇÕES", para dar vida ao nome que a sua avó paterna guardou para si, como eu fiz.

MIUÍKA

2 comentários:

Maga disse...

Chama-me piegas, masa neste momento nem vejo o que escrevo, estou chorando Tambem tive a avó querida que me faxia o mesmo e me chamava "Marianita" Que Deus as tenha, ás duas, em bom recato

Lucia Costa Siqueira disse...

Oi
Querida
Linda sua história de infância,comovente.
Sua sensibilidade contagia
Bjos